Herdade Papa Leite C49

Tipo  Tinto

Ano  2018

Castas Principais  Alicante Bouschet, Aragonez e Merlot

Em estágio

Herdade Papa Leite C49 é um blend de vinhas velhas, com castas tipicamente portuguesas e um toque de Merlot, proveniente de vinhas geridas pela Herdade Papa Leite na Serra de São Mamede.

Principais Castas

ALICANTE BOUSCHET

 

Alicante Bouschet é uma casta do final do Séc. XIX, nascida em laboratório resultante do cruzamento das castas Grenache e Petit Bouschet, pela mão do botânico Francês Henri Bouschet, com o objectivo de criar uma uva de cor intensa, frutada, de fácil cultivo e altamente produtiva.

É uma das raríssimas castas tintuneiras do mundo. A sua cor tinta não só está presente na pele, como também na polpa do bago de uva, conferindo assim aos vinhos produzidos uma cor mais intensa e escura.

Com grande história no mundo dos vinhos, especialmente marcada pela Lei Seca Americana, em que as uvas eram comercializadas em todo o país com um manual de instruções de como “não” transformar uva em vinho, nos finais do Séc XX perdeu terreno para outras castas internacionais mais elegantes.

Introduzida em Portugal, no inicio do Séc XX, foi no terroir alentejano, que a Alicante Bouschet encontrou as condições ideias para o seu desenvolvimento, invernos frios e verões quentes, solos profundos e ricos com recurso a água ao longo de todo o ciclo de crescimento. Muito utlizada em cortes nos vinhos desta região, dá origem a vinhos de excelente qualidade, com textura suave e cor atraente, conferindo-lhes ainda uma enorme capacidade de envelhecimento.

A altura em que é vidimada e a forma como estagia, influência os aromas que apresenta. Se for colhida prematuramente realsa taninos agressivos e pouco apelativos; completamente madura, origina vinhos com uma cor escura que manifestam notas de fruta preta, compota, licor, ervas silvestres, com uma acidez crocante e de taninos robustos.

Quando estagiada em barrica de madeira sobressaem as notas de cacau, chocolate negro e especiarias exóticas e ainda pode desenvolver aromas de couro, caça e notas balsâmicas ao envelhecer.

Para harmonizar um vinho Alicante Bouschet as carnes vermelhas são a melhor opção, pois combinam com os taninos e acidez presentes no vinho.

ARAGONEZ

 

Aragonez é uma casta muito especial, muito produtiva e de fácil adaptação a diferentes climas e solos, mas para que as suas características sejam excelentes e conferir bons vinhos a sua produção tem se ser controlada.

O terroir ideal para a produção da casta Aragonez é composto por solos arenosos e argilo-calcários em clima quente e seco e com poucos recursos a água, o que ajuda a controlar a produção e a manter a qualidade da uva, muito plástica e eclética.

O elevado teor alcoólico contrabalançado com a baixa acidez confere elegância e robustez aos vinhos, realçando os aromas de frutos vermelhos e especiarias. A resistência da sua uva à oxidação, contribui para uma longevidade e melhoramento do vinho quer em barrica quer em garrafa.

Aragonez ou Tempranillo (como é conhecida em Espanha, onde tem a sua origem) é a casta mais importante da Península Ibérica, conhecida por ser a boca do vinho. Presente nos mais prestigiados vinhos da região da Rioja e de Portugal, profere-lhes um aroma fino e intenso, frescura e elegância.

Para captar o saboroso carácter balsâmico da uva e os taninos firmes de um vinho Aragonez, acompanhe com pratos carne de porco ou cordeiro, enchidos, paellha, ou pratos ricos em especiarias ou pimentas.

MERLOT

 

Suave, redondo e “fácil de beber” são os predicatos comuns para descrever um vinho Merlot.

De origem francesa, com fortes laços à região de Bordéus, Merlot é presença garantida em quase todos os vinhos de renome produzidos nesta zona. Juntamente com a casta Cabernet Sauvignon origina um dos blends mais adorados do mundo, vinhos de textura sedosa, bem estruturados, exuberantes e ricos, carregados de aromas refinados e frescos.

A casta Merlot adapta-se bem a diversos tipos de solos e terroir. Tanto se desenvolve em solos rochosos e áridos como em solos argilosos, em climas quentes ou frios e húmidos.

Os vinhos provenientes das regiões mais frias são mais estruturados com maior presença de taninos, aromas de tabaco e de teor alcoólico médio, enquanto que das regiões mais quentes são mais frutados, com toques de chocolate, taninos menos predominantes e teor alcoólico mais elevado.

 O perfil sensorial denso e aromático de um vinho Merlot e o seu paladar rico, macio e sedoso, acompanha bem pratos de pato ou frango, queijos cremosos, tipo brie ou camembert, ou semiduros como o emmental ou gouda.

Para degustar sozinho, um Merlot é uma excelente opção.

©

2018 Herdade Papa Leite | Todos os direitos reservados

Alter do Chão - Portugal